01. TENHO UMA ARMA

Eu tenho um carro,
Não tenho destino,
Tenho razões
Para um mundo sozinho.
Tenho a falésia
E um copo na mão,
Tenho desejos
E não tenho travão.
E tu és mais do que aquilo que pensas,
E eu sou mais do que aquilo que vês,
E tu és mais do que aquilo que pensas,
E eu sou mais do que aquilo que vês.

Tenho uma arma
E vou usá-la
Contra o meu corpo
À prova de bala.

Não tenho alma
Mas sim pedaços de bala,
Não cabem na câmara
Não cabem na espada.
Mas tenho tempo,
E tenho Luz,
E tenho as sombras
A que o pó me reduz.
E tu és mais do que aquilo que pensas,
E eu sou mais do que aquilo que vês,
E tu és mais do que aquilo que pensas,
E eu sou mais do que aquilo que vês.

Tenho uma arma
E vou usá-la
Contra o meu corpo
À prova de bala. Bang!