02. QUALQUER LUGAR

Sentes que o corpo vence,
Sentes o chão estreito,
Dizes que o mundo não pára,
Balança no teu peito.
Sentes que as mãos são asas,
Que tudo o resto é céu,
Voas os olhos fechados,
Num tempo que é só teu.

E tudo à volta dá vontade de partir,
De encontrar alguém
Também pronto a fugir,
Sair daqui.

Em qualquer lugar
É bom p'ra estar
Longe do mundo,
Em qualquer lugar
É bom p´ra estar,
P´ra fugir do fundo.

Sentes que a noite acaba
Perto da solidão,
Vês o prazer dos outros
E vais dizendo não.
Sentes o vento na cara
Como a primeira vez
E ao tocares-te na pele
Descobres quem tu és.

E tudo à volta dá vontade de partir,
De encontrar alguém
Também pronto a fugir,
Sair daqui.

Refrão