02. DÁ-ME TUDO O QUE TENS PARA ME DAR

Dá-me tudo o que tens para me dar
que eu quero ir-me embora
Sem nada para te deixar.
Vai-te foder, tu não estás a perceber
Que está tudo acabado, estou farto do teu fado.
Vou levar o teu retrato,
Queimar o guarda-fato
Que eu quero é ter tempo para perder,
Vou ver televisão
E talvez cuspir no chão,
Tomar banho de ano a ano
E amar, só por engano.

Sai-me da frente, ou de repente
Ainda vou desatinar.
Não quero estar contigo, nem ser o teu amigo
Onde tu estás é sempre o pior lugar.
Vou ser como o vampiro, vender-me por um suspiro,
Ter o poder de ser eu a escolher.
Vou deitar-me de manhã,
Passear-me no ecrã,
À noite vou ser rei, e tu para mim já és ninguém.

Dá-me tudo o que tens para me dar
Dá-me tudo o que tens para me dar
Dá-me tudo o que tens para me dar
Dá-me tudo o que tens para me dar