01. NÃO POSSO MAIS

Tu és a fonte do meu desejo
minha heroína, meu ensejo
barco no Douro à deriva,
sem vento, sem guarida
nem ferros para lançar.
Eu sou o que mais tu podes querer
sou Apolo, sou Adónis
sultão entre os sultões
sem raínha nem mulher.
 
Há quanto tempo
isto está p'ra acontecer
mais dia, menos dia
vou ter que te dizer:
"Não posso +
viver assim,
olhar p'ra ti
sem te ter perto de mim.
Não posso mais
viver tentado,
pensar em ti
e querer-te ter sempre ao meu lado."
Tu és a minha louca fantasia
noites brancas de magia,
és prosa de um poeta, e na cauda de um cometa
tango dançado ao luar.
Eu sou, herói de banda desenhada,
Errol Flynn de capa'espada,
tiro tudo, não dou nada,
ninguém me vai agarrar.
Refrão
Tu és o meu sonho mais atrevido,
olho e tiro-te o vestido
dizes: "És doido varrido
faz de mim a tua puta"
"Como é vamos p'ra casa experimentar o Kama
Sutra?"
Eu sou a sombra do teu destino
sou beijo louco e repentino.
E dou-te aquilo que eu
há muito te quero dar.
Refrão (3X)